terça-feira, outubro 24, 2006

Amor de perdição



"Amor de Perdição"
0,54 x 0,73
Óleo sobre tela

Ofereci este quadro ao meu médico que colocou o meu bebé neste mundo a são e salvo.
Teve de sair antes de tempo, um mês, de cesariana, porque fiquei com pré-eclâmpsia.
Podiamos ter ficado os dois pelo caminho, se tivesse estado noutras mãos.
Como agradecimento (pequeno) ofereci-lhe este quadro que representa o nascimento de uma criança.

Em 2005 dediquei-me quase a 100% só ao Sebastião. Foi um ano muito complicado a todos os níveis.
Mas ultrapassámo-lo, felizmente.
Como exemplo posso-vos dizer que apenas fiz, em 2005, dois quadros.
Um que ainda vos irei apresentar (Sebastian Song) e outro que expus numa colectiva... e como o adquiriram nem fiquei com uma foto sequer.
Só este ano voltei a pintar em força.
Parei agora um pouco por causa do problema do Paulo, mas está tudo a correr pelo melhor, esperemos, e estou a voltar a pintar.

No quadro a flor representa uma criança que sai do corpo da mulher.
Corpo eterno em pedra, que "racha", tem "erosão" mas resiste ao tempo.
É e será sempre eterna.
Com amor tudo resiste ao tempo.
Coloquei duas pombas porque são a representação da paz, porque tive uma barriga enorme e diziam sempre que eram gémeos e porque sou do signo gémeos.

Beijos do Monte da Lua

29 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

Ana

Que bonito!

Andreia do Flautim disse...

Bonito quadro, e bonito gesto que tiveste com o teu médico!

cat disse...

é bom ver que força nao te falta!vive sempre assim a vida com essa garra toda!sempre !obrigada pela visita!beijinho muito fofinho!

mfc disse...

Parabéns pelo lindo quadro e pela não menos linda atitude.
Não sei como o pensaste ao pintá-lo.Mas vejo-o com dois registos.
1 - O corpo visto de cima, onde sobressai a barriga e as pernas, surgindo a flor que geraste do meio delas;
2 - A junção das pernas faz desenhhar um colo do útero de onde sai a flor;

Qual a leitura do artista?

Anónimo disse...

Ana aqui te deixo o endereço do site sobre Frida: http://www.antroposmoderno.com/textos/FridaKalo.shtml

Voltarei mais tarde para comentar este quadro e falar-te tb sb a minha perspectiva de Frida e Paula Rego.

Até já.

Arnaldo disse...

Apenas kero te dizer k gostei deste teu cantinho...Bons kuadros os teus parabens..

dreams disse...

amor de perdição...
a perdição de uma mãe...
os seus filhos...
mas um amor (e)terno...

gostei muito deste quadro

as melhoras para o paulo

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

Salto Angel disse...

Belo quadro, o teu, assim como o simbolismo que carrega. Acho que o teu médico também gostou :-)

Bjs.

Isabel Magalhães disse...

O Blogger tem andado louco...!

Estive aqui... vim agradecer as palavra que me dedicou e não consegui deixar pegadas. Voltei para louvar o gesto e a essência deste trabalho...

E a sua exposição até qdo está patente ao público? Não conheço o espaço... é nalgum ministério?

deixo um abraço. :)

Isabel Magalhães disse...

Olá de novo!

já tenho a resposta... acabei de a ler no blogue. :)

Claudia disse...

bonito quadro;)

Anónimo disse...

Ana,

este teu quadro que tu dizes ter sido um "pequeno" agradecimento ao teu médico, é, na verdade, um hino à maternidade. Uma pintura delicada, cheia de sensibilidade e rica em simbolismo.
Posso dizer-te que não gosto de ver qualquer que seja a arte que tenha como pano de fundo a gravidez. Esta tua obra foi das muito poucas que vi e não fiquei chocada, precisamente pela sua beleza simples e calma. Dou-te os parabéns por isso!
Tal como as cores que usas são diferentes consoante as vivências que estás a passar, também para mim este estado, que é bonito, deixou muitas marcas negras, acabando por o ver sempre como algo de muito pesado. Neste teu quadro, essa sensação habitual não surgiu!!!

Quanto a Frida e Paula Rego, como sabes eu não sou profissional. Leio, vejo, e normalmente gosto do que se me apresenta consoante o sentimento que determinada obra de traduz. Tanto Frida como Paula Rego, são para mim, muito cruas nas suas apresentações. A imagem é transposta para a tela precisamente nua e crua. Talvez daí o nosso choque. No fundo, quanto a Paula rego, corrige-me se estou enganada, as suas obras têm também a vertente do choque para que possa através da pintura, influenciar a sociedade perante determinados problemas, quanto a Frida, penso que não é isso que se passa mas, não tenho ainda conhecimentos suficientes para poder dar uma opinião.
São, para mim, dois nomes que respeito muito, mas que somente uso para ilustrar e fazer ênfase a algum tema no qual se enquadre alguma das suas pinturas.

Fica bem Ana, fizardo, o teu médico ;)

A Cor do Mar disse...

Bonitos trabalhos, este ultimo entao... nao tem preço ;)
Beijinhos*

:LmS: disse...

Esta tela está lindíssima. Aliás todas são soberbas. Vou-me perder por cá, vou, vou!!
:)

Choninha disse...

Ana, estou a ver que não tenho tempo para ir ver a tua exposição. Lamentávelmente. Gostava tanto! Vou tentar no ir no sábado. Se não for aguardo pela proxima... Já fizeste uma exposição na Gan ou estou a fazer confusão?

Claudinha disse...

Ei Ana, tudo bem?
Todo quadro é como um filho e este em especial retrata toda a grandeza de ser mãe. Passamos por tantas coisas, tantos percalços. Antes de saber que esperava meu BB, eu sonhei com uma chuva de verão e de um pingo que caiu na palma de minha mão, nasceu um lindo lírio azul, enorme, diferente. Ana, foi outro sonho, de floresta , duendes e uma fadinha loira que me atraía para o centro de uma floresta magnífica. Lá no centro havia um tronco parecido com um berço,com figuras geométricas cor de rosa. Tudo isto antes de eu sequer suspeitar que estava grávida. Maravilhosa a nossa estrada de mãe... Beijos aos três!

margusta disse...

Olá Ana,
..o quadro é muito, muito bonito...nota-se que foi pintado com muito carinho e emoção!...
Muitas felecidades para os três!!!

Obrigada pela dica que me deixas-te...quando me for possivel vou passar por lá!

Anónimo disse...

Fica a correcção... "pré-eclâmpsia"! :-) Uma tela cheia de significado!

Tia Cremilde disse...

"Com amor tudo resiste ao tempo."... gostei!!

Vim avisar que o prato está na mesa! Bom apetite! Não faça nada que eu não fizesse! Bom fim de semana!

Anónimo disse...

O tempo passa, a vida esmorece, mas…

No compasso lento das horas
Numa corrida contra o tempo
Marco presença mesmo
Que seja só para desejar
BOM FIM DE SEMANA!!!

Beijos
Nadir

Anónimo disse...

Passei para te dizer que amanhã irei à exposição.

Bejinho

antonior disse...

Um quadro saído assim de um rasgo de vida, tão intenso e fundamental só poderia ser belo e grande na leitura e na comunicação como o que pintaste. Percorri todas as pinturas que tens neste espaço. Gostei muito, de quase tudo. Parabéns.

Beijinhos

Anónimo disse...

Ana,

como te tinha dito, fui hoje visitar o espaço onde tens a tua exposição. ADOREI! Deixei-te mensagem no livro onde vais ler uma particutaridade muito engraçada da minha filha. Os teus lindos bébes desenhados foram devidamente vistos e revistos pela Mafalda (minha filha) que não acreditava que os tivesses desenhado, o seu quadro preferido foi o "comtemplação", mas fez-me imensas perguntas :)) Eu... pois, eu... olhei, vi, revi, voltei a olhar, fiquei encantada com "A menina e o professor", è lindo, visto ao vivo, o capuchinho vermelho, e... muitos outros, mas o de minha preferência é sem dúvida "Adeus ao patinho feio". Problema maior que surgiu: Da família, cada um gostava do seu, não consegui que houvesse consenso!

Obrigada Ana, foi uma tarde ABENSONHADA!

PARABÉNS!

Beijinhos
Ps: Não te telefonei porque perdi o meu 96 onde tinha todos os telefones com esse indicativo, no qual se encontrava o teu...

Eamane Melwasul disse...

Querida Ana,
à pco tempo pude presenciar o nascer de uma nova vida, o meu sobrinho...nao há milagre maior.
e que belo quadro...

beijinhos

RPM disse...

parabéns a vocês os dois que são resistentes....

beijo e abraço

RPM

Tó Luis disse...

Olá Ana...
Como te disse anteriormente , hoje de manha passei pela exposição e não podia ter tido maior receptividade...adorei a paixão com que pintaste as pinturas (Palavras de pintor), adorei o momento de prazer que tive ao observa-las ,no geral não vou dizer quais as minhas preferências , todas elas são um conjunto a onde o tema CONTOS ABENSONHADOS são a sua razão , foi uma bela recuperação de infância que eu fui buscar , e tu foste a (culpada ) desses momentos...
Parabens pelo teu trabalho
Beijinho
Tó Luis

Maria P. disse...

Sente-se o carinho nessa tela e nas palavras. Lindo.

Boa semana:)

cloinca disse...

Também eu tive pré eclampsia... também o André nasceu mais de um mês antes do tempo...
Esse quadro é magnífico... fiquei mesmo emocionada com o significado!!
O teu médico deve ter ADORADO!

Anónimo disse...

Uma belíssima tela!

Um belo gesto!

Um encantador momento para a vida: o teu filho Sebastião!

bjs